Como preencher a Guia da Previdência Social – GPS

Como preencher a Guia da Previdência Social - GPS
Os trabalhadores com carteira assinada e os autônomos que prestam serviços para empresas já contribuem para a Previdência Social todo mês, uma vez que o desconto sai do próprio pagamento. Mas quem presta serviço para pessoa física precisa ir por um caminho diferente: preencher a Guia da Previdência Social (GPS).

Esta alternativa vale também para donas de casa, empregados domésticos e desempregados, e exige bastante atenção no momento de completar a GPS. “O contribuinte precisa ter muito cuidado ao preencher a guia, principalmente se for feito manualmente porque pode ter problemas para alterar as informações futuramente”, alerta o contador Luiz Paulo Rainato, da Módulo Organização Contábil.
Veja como preencher a GPS sem erros:

Como preencher a Guia da Previdência Social pela internet

Para preencher o carnê online, entre no site da Previdência Social.
Em seguida, indique que tipo de contribuinte você é e informe o número de registro no INSS.
Nesse momento seus dados aparecem na tela. Confira se as informações estão corretas, confirme na tela e comece a preencher a guia.
No espaço competência, informe o mês da contribuição atual, por exemplo, 11/2013.
No salário de contribuição, coloque qual é a sua renda – porque o valor da contribuição será calculado a partir dessa quantia.
Complete informando qual o seu tipo de contribuição e a data de pagamento do carnê.
Em seguida, imprima a guia. “Essa alternativa é mais segura do que a manual, uma vez que há uma chance menor de cometer erros na hora de passar as informações para o sistema”, afirma Luiz Paulo.
Se você perceber algum erro quando imprimir, faça este passo a passo outra vez. Isso porque o documento só valerá a partir do momento em que você pagá-lo no banco ou lotérica.
Como preencher a Guia da Previdência Social pela internet

Como preencher a Guia da Previdência Social Manualmente

Se você prefere preencher a GPS desta forma, precisa comprar a guia, que normalmente é vendida em papelarias e bancas de jornal.
Com o papel em mãos, veja como fazer o preenchimento:
1. Nome ou razão social/Fone/Endereço: Nesse espaço, você deve colocar seu nome completo, telefone para contato e endereço completo.
2. Vencimento: Este espaço é da Previdência. Por isso, você pode deixá-lo em branco.
3. Código de pagamento: Informe nesta área que tipo de contribuinte você é. Para isso, coloque um número que corresponde à sua contribuição.Você confere a lista completa tanto na Previdência Social quanto no portal da Receita Federal.
4. Competência: Aqui você deve preencher o mês e o ano em que está contribuindo, no formato xx/xxxx. Por exemplo, 12/2013 ou 01/2014.
5. Identificador: Coloque o seu número de identificação na Previdência. Pode ser o número do PIS, do Pasep ou de outro código de inscrição no INSS.
6. Valor do INSS: Esse é o valor da contribuição desse mês. Por exemplo: R$ 200.
Atenção: O contribuinte individual não precisa preencher os espaços do 7 ao 10.
11. Total: Corresponde ao valor total da contribuição. No caso do contribuinte individual, em que é somado o valor da própria parcela, você deve repetir o que escreveu no espaço seis.
12. Autenticação bancária: Esse espaço é de preenchimento do banco.
Quando terminar de escrever as informações, basta levar a GPS até um banco ou uma lotérica e fazer o pagamento.
Preenchi errado, e agora? O ideal é não rasurar a GPS, mas se precisar fazer isso, não tem problema.
Você só deve tomar um cuidado: na hora de fazer o pagamento no banco, confirme se o funcionário entendeu a sua correção e digitou as informações certas – principalmente se a rasura foi feita no código do INSS. “É muito importante conferir se o banco autenticou o pagamento correto porque se o contribuinte pagar a guia errada terá o trabalho de pedir à Previdência Social que corrija essa informação”, alerta o contador Luiz Paulo Rainato, da RR Consultoria e Planejamento Contábil Ltda.

Deixe um comentário